quarta-feira, 14 de novembro de 2012

Dois proprietários de sítios na serra de Ipu foram detidos por crime ambiental

A polêmica do desvio das águas que afeta o turismo da Bica do Ipu levou nesta terça-feira (11-11) a detenção de duas pessoas, donos de terrenos que foram autuados por crime ambiental na Delegacia de Ipu. O assunto já havia sido abordado pelos colegas do Ipu Notícias, Fagner Freire e Anselmo Bandeira. Em matéria anterior, o ex-adjunto da Secretaria de Meio Ambiente da gestão Sávio Pontes, Petinha Lira já acordava para o fato de vários proprietários de terrenos que estavam desviando as águas do Riacho Ipuçaba para o plantio e benefício próprio já que, a falta de chuvas afeta substancialmente a vida dos donos e sítios e moradores que precisam da água como sobrevivência. O assunto é polêmico e requer muito da política no sentido de resolver o impasse. Acompanhe agora todos os detalhes na matéria do Ipu Notícias.


OS DETALHES

A Policia Civil de Ipu realizou durante o dia de ontem, terça-feira (11/11), uma operação com o intuito de coibir as obstruções com barragens  das águas da bica das nascentes do riacho Ipuçaba, a operação resultou na detenção de duas pessoas, donos de terrenos que foram autuados por crime ambiental.

Dois proprietários foram levados até a Delegacia e autuados pelo delegado de Polícia de Ipu, Dr. Miguel de Sales Filho por crime ambiental e foram liberados depois de pagamento de fiança. Na operação que contou com o apoio da Polícia Militar foram aprendidos cinco motores bombas (foto), utilizados para o desvio das águas para a irrigação de plantio e terrenos particulares.

O QUE DIZ A LEI

De acordo com o Inspetor Café da Polícia Civil o trabalho da polícia de coibir essa pratica criminosa está baseado no Decreto Estadual nº 25.354 de 26 de Janeiro de 1999 que determina no Artigo I a criação da Área de Proteção Ambiental (APA) situada no município de Ipu, entre as coordenadas S. 4º1412, W 40º4550 e S 4º1957, W 40º4208 compreendendo áreas de encostas, setores mais elevados da serra e as nascestes dos Riachos Ipuzinho e Ipuçaba com uma área total de 3.484.665 ha.

Após a operação os moradores já puderam ver o resultado com as águas na Bica de Ipu. O caso foi denunciado aqui no IN, em uma matéria que fizemos denunciando que o desvio das águas estava afetando o principal ponto turístico do município de Ipu.

LEIA TAMBÉM:
Polêmica: Desvios das águas afeta Bica do Ipu

Fonte: Ipu Notícias
Foto de capa: Petinha Lira
Vídeo: Petinha Lira.
Adaptação para o Blog Aconteceu Ipu: Afrânio Soares

ASSISTA AGORA AO VÍDEO DO PETINHA LIRA

O BLOG ESTÁ PATROCINADO PELA:

Nenhum comentário: