quinta-feira, 8 de novembro de 2012

Juízes federais no Ceará paralisam atividades e realizam protesto

No Ceará, juízes federais e do trabalho se reúnem na tarde desta quarta-feira, 7, na sede da Justiça Federal, no Centro de Fortaleza, para debater os próximos passos da paralisação local. Segundo o movimento, na quinta-feira, 8, será realizada manifestação em frente ao prédio da Justiça Federal para a entrega de funções administrativas não remuneradas. Não haverá audiências nos dois dias, no entanto, os magistrados vão continuar julgando casos mais graves e urgentes - a critério do juiz - como habeas corpus e mandados de segurança. Os magistrados não devem participar da Semana Nacional de Conciliação do CNJ (Conselho Nacional de Justiça), que acontece de 7 a 14 de novembro. Click abaixo para continuar lendo a manchete.
Obs.: Visite o novo site de notícia de Ipu -  Portal de Notícias Aconteceu Ipu (Click Aqui).

O presidente da Associação dos Juízes de Fortaleza, George Marmelstein, informa que a manifestação é pacífica e cobra o reajuste de 28,86%, "pois nos últimos cinco anos só tivemos um reajuste de 5%". A adesão ao movimento no Ceará é próximo de 100%, diz Marmelstein.
Movimento nacional

Juízes federais e do trabalho de todo o país iniciaram paralisação das atividades na manhã de hoje, em protesto, segundo a categoria, contra perdas remuneratórias desde 2005. A paralisação deve continuar nesta quinta-feira , 8. A categoria reivindica reajuste salarial de 28,86%.

Entre as reivindicações dos magistrados também está a progressão funcional. Eles exigem receber adicional por tempo de serviço para diferenciar o salário de quem ingressa na carreira de quem está no final dela.


Erramos
A versão anterior desta matéria informava que o valor do reajuste oferecido nos últimos cinco anos era de 95%. O valor correto é de 5%.

Redação O POVO Online
Fonte: Jornal O Povo

Nenhum comentário: