quarta-feira, 14 de novembro de 2012

Ministério Público realiza apreensões na Prefeitura de Meruoca, na casa do prefeito e em empresas

O Ministério Público do Ceará realiza desde segunda-feira, 12, a operação “Serra Limpa”, no município de Meruoca, na região norte do Estado, com apoio da polícia Civil e da Militar. São cumpridos mandados de busca e apreensão na Prefeitura e em empresas de Meruoca, Sobral, Fortaleza e Ibiapina, que venceram licitações e são contratadas pelo Município. A operação investiga fraudes em licitações. Foram realizadas apreensões de materiais na Prefeitura, na casa do prefeito Francisco Antônio Fonteles (foto), e na sede da empresa Trevo Metalúrgica, de propriedade dele. Também foram feitas apreensões nas empresas Safira Construções, Tiago M. Albuquerque (Mercadinho M & T), MM Empreendimentos e no posto de combustíveis Rerius.  Click abaixo para continuar lendo a manchete.

Obs.: Visite o novo site de notícia de Ipu -  Portal de Notícias Aconteceu Ipu (Click Aqui).

O Ministério Público pediu o afastamento do prefeito, de sua esposa, a secretária da Ação Social, Maria do Socorro Dias Fonteles, e de outros servidores públicos. O pedido foi negado, mas o juiz Rafael Lopes do Amaral autorizou o cumprimento dos mandados de busca e apreensão.

O valor desviado seria de R$ 3,144 milhões. Parte desse dinheiro teria sido depositado na conta pessoal do prefeito e da esposa dele e realizados por empresas vencedoras de licitações no Município, segundo indicam as investigações. O depósito inicial teria sido de R$ 210,8 mil, integralmente provenientes de cheques públicos pagos pelos contratos que essas empresas celebraram com a Prefeitura.

Foi decretada a quebra do sigilo bancário dos envolvidos para saber se há outras transações irregulares.

Na tarde de segunda-feira, a Justiça cassou a autorização para buscas nas casas das pessoas físicas acusadas de envolvimento, mas os mandados já haviam sido cumpridos. As buscas nas empresas prosseguem nesta terça.

O promotor Venusto da Silva Cardoso, da comarca de Meruoca, informa que está sendo investigado se os desvios têm relação com o atraso no pagamento do salário dos professores e com as demissões de servidores públicos sem que tenham recebido seus direitos.

Confira as pessoas e empresas denunciadas pelo Ministério Público:

A.C. Fontenele e Cia. Ltda
Andrea Gomes Maciel
Antonio Coutinho Fontenele
Francisco Antonio Fonteles
Francisco Irineu Bezerra Gomes
Futura Comércio e Serviços/SS Ltda.
Geovanio Falcão Franklin Fonseca
GFF Fonseca (empresa)
IC Aguiar Junior
Irineu Coutinho Aguiar Junior
Jana Cristina Fernandes Costa
Lizandra Gomes Leite
Luiza Felix Aguiar
M. Douglas de Souza Lima (empresa)
Manoel Messias Porto Costa
Marcos Douglas de Souza Lima
Maria do Socorro Dias Fonteles
Maria Jeovanira Matos Rodrigues
MM Empreendimentos
Raniere Rodrigues de Morais
Rerius Empreendimentos e Serviços
Safira Construções e Empreendimentos Ltda.
Thiago M. de Albuquerque (empresa)
Thiago Marques de Albuquerque
Trevo Serviços Ltda.

Com informações da assessoria de imprensa do Ministério Público do Ceará

Fonte: Jornal O Povo

BLOG PATROCINADO PELA:




Nenhum comentário: