quarta-feira, 21 de novembro de 2012

O julgamento do Habeas Corpus que mantém o prefeito afastado de Ipu Sávio Pontes foi adiado mais uma vez

O julgamento em curso do Habeas Corpus processo HC-245466 previsto para ter seu desfecho final na tarde desta terça-feira (20-11-2012) mais uma vez foi adiado por tempo indeterminado. Os motivos que levaram ao adiamento do julgamento na corte especial foi o pedido de vistas ao processo pelo ministro Geraldo Og Nicéas Marques Fernandes que compõe a mesa julgadora na corte.


Continue lendo a notícia aqui.



O RESULTADO DO ADIAMENTO NO JULGAMENTO DO HABEAS CORPUS

Temos a informar aos leitores e amigos do Blog Aconteceu Ipu, que o resultado do julgamento do Habeas Corpus que mantém o prefeito afastado de Ipu, Sávio Pontes foi adiado porque o Ministro pernambucano, Geraldo Og Nicéas Marques Fernandes (foto) pediu vistas ao processo, com essa decisão ministerial, o processo em sim ganha tempo ficando muito difícil de ser julgado ainda neste ano, já que, o Superior Tribunal de Justiça entra em recesso no dia 20 de dezembro. Para quem não sabe, Sávio Pontes teve sua prisão preventiva decretada no dia 14 de junho de 2012, por decreto assinado pelo desembargador Darival Beserra Primo, atendendo pedido do Ministério Público que acusou o prefeito de desviar pouco mais de R$ 3 milhões de recursos estaduais destinados à construção de banheiros em residências pobres do município de Ipu.

AINDA

A ministra paraibana Alderita Ramos de Oliveira (foto ao lado) que no dia 07 de novembro havia pedido vistas ao processo, julgou em sua petição nº 414878/2012 como atitude conclusiva, apenas a liberdade favorável ao prefeito afastado de Ipu, Sávio Pontes, segundo ainda a conclusão ministerial proferida, ela julgou desfavorável ao réu todas as outras acusações inclusas no processo em julgamento pela Corte Especial, processo HC-245466 Habeas Corpus que mantém o prefeito afastado em liberdade.

Todos os detalhes desta notícia, estaremos postando aqui em uma matéria posterior. As informações foram obtidas pelos advogados que acompanham o caso em Brasília. Estamos aguardando maiores informações.

- Afrânio Soares –


BLOG PATROCINADO PELA:





Nenhum comentário: